Wish List

Correm por aí, as famosas e momentâneas, listas de desejos… E seguindo essa linha, eu não poderia deixar de expressar os meus!

E o primeiro e que tem me feito sonhar…rs É um aspirador portátil!

Featured image

Quem é mãe, assim como eu… Sabe que limpar o chão 5.732 vezes por dia, não é o suficiente para mantermos ele limpo o bastante para que nosso pequenos brinquem livres de qualquer sujeirinha… E que a vassoura, não é boa e nem prática o bastante para sumir com aquelas poeirinhas que acabam surgindo durante o dia pela fresta da porta ou janelas… Baseada em tudo isso, ando sonhando com um aparelhinho deste! Ele é bateria, portanto, não possui aquela montoeira de fios e nem apetrechos para montar, e com esse formato de “vassourinha”, pode ser rapidamente levado para qualquer canto da casa e realizar uma limpeza bem eficiente. Este em específico, possui um esquema de desmontagem que vira um aparelho de mão, e pode contribuir eficientemente em lugares ainda mais delicados.

Ai, ai… (Suspiros!) “Vem ni mim” aspirador!!!

Para quem tem me acompanhado, sabe que no dia das mães ganhei um dos “famosos” livros para colorir, na verdade eu o ganhei porque havia comentado à algum tempo já com o meu esposo que achava a ideia beeem legal, mas com a correria do dia a dia, eu mesmo havia optado por não ter um, justamente por saber, que não sobraria tempo para “sentar e pinta-lo”…

Mas ai ele me deu! ^_^

E nem preciso dizer que eu estou maluca para achar logo uma horinha e me inspirar com meu livrinho!

Com isso, já baixou “a louca do lápis de cor”…rs   E estou desejando alguns bem diferentes!

Featured imageFeatured imageFeatured image

Estas caixas, não possuem tantas opções de cores, mas prometem efeitos bem especiais!

A “Metallic”, como o nome sugere, traz cores de efeitos metálicos,e podemos conseguir lindos tons de ouro, cobre etc…

O “Misturinha” e o que mais me encanta, possui em seu miolo colorido, vários tons de uma cor em um único lápis, e a ideia é que ao pintar, o próprio lápis de um efeito de mistura de tons e degradê.

Por fim o “Neon”, não foge a regra dos outros e segue a ideia do nome. Com cores aparentemente fluorescentes, promete tons diferentes e aparentemente lindos!

Outra coisa que estou desejando em relação à pintura dos livros, é uma placa específica para ser colocada embaixo da folha que estamos pintando, afim de evitar que as demais folhas do livro se deformem. Eu procurei muito, mas ainda não achei e se quer descobri o nome “oficial” desta placa… Se alguém souber me dá!? Ops, me fala!!!kkkk

Bom pessoal… Tem pintoras por ai? Quem sabe é um nova dica de distração para o final de semana!

Ai… Será que Papai Noel já pode passar!?rs

Me contem quais são os desejos momentâneos de vocês e se também entraram nessa onda avassaladora da pintura!

Espero que tenham gostado!

Um Beijo,

Elaine Daher

*Este post, não é um publieditorial

Anúncios

*PAPO DE MÃE* – Meu primeiro dia das mães oficial!

Quero estrear aqui no blog o *PAPO DE MÂE*, nele quero dividir com vocês tudo que já passei desde quando descobri a gravidez do meu bebê. Quero contar o que vivi, às minhas experiências, o que já aprendi e dar dicas e recomendar algumas coisas que comigo foram legais!

E, nada mais ideal para inaugurar este espaço, do que falar sobre o meu primeiro dia das mães, oficial!

Gente…Ano passado, eu já estava grávida no dia das mães, comemoramos, fui presenteada e parabenizada, e já achei um máximo! Mas sabe, hoje posso dizer, que este ano com meu filho nos braços, tudo foi completamente diferente, foi muito mais real, intenso, mágico e emocionante.

Para as mamães que ainda guardam seus pequenos no ventre, pode soar meio estranho… E eu sei porque já estive ai no lugar de vocês, e inclusive, sou destas que não entende como às pessoas não querem saber o sexo, ou não definem o nome do bebê antes do nascimento. Porque para mim, eles já estão definidos desde o primeiro momento, possuem personalidade, nos ouvem, interagem e precisamos tratá-los como o ser que são!

Mas sabem… Apesar de muito especial, do quanto se fazem presentes e já tem muitas reações independentes em nossa barriga… Ainda na gestação, nosso filhote é um ser “desconhecido”… E agora, quem sabe às mamães que já passaram também por este momento, concordem comigo… Claro, ele está ali, nós sentimos, ele tem seus próprios desejos e não, não adianta insistir porque se ele cismar que esta posição deliciosa em que você se acomodou não está confortável à ele, ou que, às duas da manhã é hora de comer uma belo bife vindo direto dos pampas Argentinos… Se vira mamãe! Porque enquanto você não ceder às vontades, você não terá mais sossego para desfrutar da sua maravilhosa noite de sono… Isso ainda, se após sanada a vontade, seu filhinho de fato se acalmar e dormir… Porque duas da manhã pode ser a melhor hora para descobrir que braços e pernas podem fazer movimentos incríveis, ou então para fazer seus olhos estralarem de um forma que não há cansaço que vença a insônia que então surge…

Mas o que eu dizia, é que apesar de todo este envolvimento…No fundo nós ainda não sabemos quem está por vir… Conhecemos sim a sua identidade sexual, alguns de seus traços, sentimos um amor já completamente inexplicável, mas no fundo, no fundo… Por mais avançada que seja a tecnologia dos exames de hoje… Nós não conhecemos aquela carinha, todos os detalhes daquele serzinho, e seus chutes ainda não são suficientes para que consigamos compreender qual será a sua personalidade!

O primeiro contato com seu bebê após o nascimento, é inexplicavelmente mágico! Será a primeira troca de olhares da sua vida, que de fato lhe fará entender o que é o amor “à primeira vista”, e você ainda desejará descobrir aquele pequenino ser, mas ele já lhe conhecerá o bastante para se acalmar ao sentir seu cheiro e ouvir sua voz, fazendo com que o simples fato de lhe afastarem poucos centímetros de você, já lhe faça retornar ao choro desesperador…

E é baseada em toda essa vivência de gravidez queridos, que este ano, quando acordei no meu dia das mães, e ao encontro de meu serzinho, ele me abriu um imenso sorriso, completamente feliz pelo simples fato de me ver, que eu percebi que era um dia diferente! E era oficialmente o meu primeiro dia das mães! Hoje eu já o conheço o bastante para saber o que lhe alegra, quando esta irritado, com sono, com fome, com dor… Eu já conheço suas carinhas… E muito mais do que chutinhos, hoje ele já abre um enorme sorriso e se achega de um jeito que é impossível não perceber seu amor e carinho! E foi ele, com seus meros 7 meses e meio, e seu sorrisinho baguelo, que me fez sentir realmente mãe e importante neste domingo… Diferente do ano passado em que ainda tudo era emocionante, mas desconhecido, neste domingo eu recebi às felicitações com peso muito maior, me sentindo muito mais importante e merecedora… E não foi mais uma participação meio “coadjuvante”, eu realmente me senti e sou mãe! Foi especial, feliz e emocionante!

Divido com vocês, os presentes que ganhei em meu dia! E fiquei extremante feliz e emocionada com cada um deles, pelo carinho e significado que tiveram! Sabe, eu poderia explicar cada um para vocês… Mas já acabei me estendendo de mais…

Saibam que em sua maioria, foram presentes pensados, daqueles que realmente nos tocam por sabermos que fomos observados e sentidos para recebe-los. E destaco o cartão que além das palavras trouxe muito carinho e emoção!

Featured image

Espero que tenham gostado!

E aproveito, para convidá-los a me contar nos comentários abaixo, o momento mais especial deste seu dia das mães! E às mamães, qual foram os mimos que receberam?

Deixem também suas sugestões para o tema dos próximos *PAPO DE MÃE*.

Um beijo,

Elaine Daher